sexta-feira, 1 de junho de 2007

Você é feliz?


Hoje me perguntaram isso e não soube responder direito. A maioria das pessoas deposita nas outras o dever de nos fazermos felizes, mas não é assim que as coisas funcionam. Podemos encontrar a felicidade nas outras pessoas sim, mas primeiro temos que buscar ela em nós mesmo.

Eu sei, é difícil, muito difícil, porque não estamos acostumados a isso. Querendo ou não acabamos sendo um pouco dependente daqueles que nos cercam. Eu mesmo sou assim, adoro fazer as pessoas felizes, mas esqueço de mim. Esqueço tanto de mim que me acabo, sofro, choro, mas não consigo mudar.

Não se pode ser feliz 24 horas, 7 dias da semana, por isso, tento aproveitar ao máximo os minutos de cada dia, tentando tirar deles os momentos de felicidade que tive, que em sua maioria das vezes são tão simples que as pessoas nem se dão conta. E sinto tanta falta dela depois, que queria ter um lugar escondido sabe, uma caixinha escrito "minhas felicidades da vida" pra toda vez que sentisse falta eu pudesse sentir de novo essa tal felicidade.

Eu só não quero que ela vá embora e não volte nunca mais...


5 comentários:

Fuck Off The Days. disse...

eu penso que se felicidade é estado de espirito e momentaneo, entao felicidade igual a falsidade, pois tudo que eh do momento nao eh real, e o que nao é real é falso, logo a felicidade nao existe e sim nos a inventamos.

Beijos te adoro!
Atualizei la tbm.
Bandit

Gordóvski disse...

Tikta seus textos estão muito bom memso...Tava na hora d vc soltar seu sentimentos...pois guardar p si, é um sufoko soh...

Bjos...e valeu a força q vc me dah

Bruno disse...

Como diria Walt Whitman, Carpe Diem, frase imortalizada no filme Sociedade dos Poetas Mortos.
A nossa felicidade esta intrinsecamente interlaçada a do outro. Ninguém é feliz sozinho. A felicidade é compartilhar. Então não há mal nenhum em esquecer um pouco de sí para se doar assim aos outros. Se realmente essas pessoas valem a pena, só o fato de “contaminar” essa felicidade já é para você a sua fatia de tempo, o tempo de se preocupar com você. Em outras palavras, você esta cuidando de você quando cuida dos outros. A comunhão com amigos, pais ou quem quer que seja é primordial. Agora se me permite um comentário absurdo, dizem especialistas que quando brincamos com cachorros e gatos eles liberam uma substancia que tranquiliza e energiza o ser humano. Que coisa, até assim é positiva essa felicidade gratuita e descompromissada.
Muitas pessoas quando perguntadas, sobre se são felizes, não conseguem responder sem culpa, porque esse mundo absurdo em que vivemos não permite uma felicidade 100% honesta sem pensar no próximo, afinal, nesse exato instante, quantas pessoas estão passando fome, ou morrendo em uma cama de hospital. De qualquer modo, se você consegue acordar pelo menos um dia da semana, e não os 7, com um sorriso no rosto, saiba que você vai contagiar alguém, que vai contagiar o outro, e assim como em um efeito dominó, fara muitos amigos felizes.

Very Libertarian disse...

Eu acho que felicidade não é uma qualificação para a vida, mas sim um estado momentâneo de satisfação e até nostalgia.

Agora dizer "eu sou feliz" é um tanto quanto contraditório quando você está desejando que alguém morra, ou com raiva de si mesmo, ou da própria vida (todo mundo sente isto também).

isso aê.

Aqui é amigo do bandit, que estuda lá na figuinha.

Abraço.

Gordóvski disse...

Nossa tikita..o q vc eskreve...kai certinho c o q sinto hj....jah xorei...jah...briguei...a vida eh uma merda....justo p nós q somos bons....pq????

Te amo...