quinta-feira, 12 de julho de 2007

Eu não: quero é uma realidade inventada


Sabe quando você acorda e não sabe o que fazer com sua vida? Pois bem, ando acordando assim os últimos dias. Não sei mais que decisões tomar, qual caminho escolher, com quais pessoas andar, o que dizer, enfim, não sei mais de nada.

Parece até que nem sei mais quem sou. Às vezes faço coisas que nem eu mesma pensei que pudesse fazer, ou melhor, já pensei sim, mas nunca assumi. De tanto a gente imaginar mil coisas que podem acontecer ao nosso redor, acabamos não saindo do lugar, ficamos parados esperando que algo novo aconteça, quando na verdade nós que temos que ir atrás disso... Porque de tanto esperar, um dia você vai se cansar, e ai pode ser tarde demais. Muitas vezes nós desperdiçamos grandes oportunidades de mudarmos de vida, só que, de tanto bater na mesma tecla você não percebe as coisas que acontecem ao seu redor.

Quantas vezes você já se submeteu a certas situações por simples comodismo? Quantas pessoas deixamos de conhecer? Quantos lugares deixamos de ir? Quantas oportunidades que deixamos passar em branco? Quantos amores não amados? E tudo isso, por quê? Alguém por gentileza sabe me dizer?! O que aconteceu comigo e com todos? Acho que o mundo anda muito complicado para mim.

E na verdade, acredito que no fundo eu sei muito bem qual caminho escolher, com quais pessoas andar, o que dizer e um pouco de quem sou, só que agora, como dizia Clarice Lispector “Eu não: quero é uma realidade inventada”

6 comentários:

Bruno disse...

Quer é uma realidade inventada? Pois mentiras sinceras me interessam!

Ewerton disse...

Se o mundo é mesmo parecido com o que vejo
Prefiro acreditar no mundo do meu jeito...

(Renato Russo, em Lobisomem Juvenil)

Gordóvski disse...

Nossa as pessoas são assim mesmo....as vezes tem medo d tentar coisas novas, e de se arriscar mais......
....seu texto demosntra isso mesmo.....o bom é q as pessoas reflitam sobre isso e pensem um pouco, mas e vê o quanto está perdendo, o quanto está deixando d ser feliz........

....tikita continue sempre escrevendo, mas não se esqueça q vc tbm está perdendo muit coisa nesta vida....procure não perde mais nada....viva a vida.......


Bjos

Barqueiro Solitário disse...

Jovem, você precisa aprender com você mesma sobre o seu mundo.
Eu digo que você deixa de conhecer pessoas, ir a lugares legais e conhecer novos amores por medo de você, ou de perder algo que pensa ter, além do medo do novo.
Você precisa se desgarrar de alguns valores e ser menos teimosa. Conhecer novos amigos, sair mais sozinha e compreender que as pessoas precisam viver e conviver umas com as outras, e cada uma tem sua particularidade, algumas são chatas, outras não e isso você verá durante toda sua vida.

Se cuide Jake Long

Rafaela disse...

Bom... primeiramente amei o texto.... condiz muito com o que estamos conversando durante os últimos dias... mas mesmo falando tanto sobre isso, acho q esse texto serviu muuuito pra mim. É impressionante como mesmo sendo difentes, somos iguais, tiks. Hoje mesmo, vc presenciou uma irritação minha e eu fiz o que? me anulei... rsrs
Tiks, tomara mesmo que da mesma forma impecável com que vc escreveu esse texto, vc tenha compreendido tudo o q te digo. E que eu cada vez mais aprenda com vc e com os seus textos, e por isso hoje te digo Obrigada minha amiga!

olindo lemos disse...

Veja só, precisava eu de uma imagem pra ilustrar meu texto e acabei encontrando seu blog. Por incrível q pareça vezes pensamos que só a gente tem medo de certas coisas, só a gente sente certas coisas até sermos direcionados meio que magicamente para um outro olhar além de nós mesmos. Seu texto é bom demais da conta assim como a abordagem que faz. Vamos viver mais, testemunhar mais as coisas boas que GAIA tem a oferecer, a vida tá ai. Peguei emprestada a imagem do quebra-cabeça. Desde já agradeço e se não for pedir muito dê uma espiadinha no meu blog tb. Sucesso pra nós.