terça-feira, 8 de junho de 2010

Viagem minha



Vou viajar.
Tenho voontade de ir, mas não vontade de voltar.
A mesmice dos dias tem me cansado demais. Já não sou mais aquela que ri sempre e que acha a vida intensa. Tento, mas não consigo mais viver assim.
Esses dias tem me consumido tanto que as vezes acredito que não voltarei mais a ser "aquela que um dia sonhava".

É estranho, mas no meio de tudo isso, sinto uma necessidade de pessoas, de contato, mas não os tenho. Tudo está estagnado, congelado. Parece que vivo numa moldura com movimentos limitados e sendo observada sempre por olhos estranhos.
A necessidade de não sei mais o que me corrói, me sufoca, me bloqueia.

Quero tudo e não quero nada.
Quero o mundo, mas quero a minha casa.
Quero ser eu e milhões.
Quero a dor e o amor.
Quero estar aqui e ir longe.
Quero eu.

7 comentários:

Larissa Santiago disse...

comprar passagem de ida e ir.
by @metamero

Larissa Santiago disse...

comprar passagem de ida e ir.
by @metamero

Larissa Santiago disse...

comprar passagem de ida e ir.
by @metamero

Rodrigo Américo Tardem disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
[ rod ] ® disse...

Quero o desejo vitimado ao longo da minha experiente loucura. Bjs moça e bom reencontra-te desde o antigo blog.

Natachy disse...

São os paradoxos, minha amiga. Sempre assim. Inevitavelmente assim.

Karoline Serpa disse...

"Parece que vivo numa moldura com movimentos limitados".

Linda imagem!
Parabéns pelo texto.

http://papilioinnocentia1.blogspot.com/